Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Agarrada ao ecrã

Um blog sobre filmes, séries, telenovelas, atores...

Agarrada ao ecrã

Um blog sobre filmes, séries, telenovelas, atores...

Um dos meus filmes preferidos

mau feitio, 31.08.19

Barefoot ou O seu Jeito de Andar (em português do Brasil) é um dos meus filmes preferidos protagonizado por Evan Rachel Wood e Scott Speedman que essencialmente se baseia na história de Daisy (Evan R. W.) e que como ela encontra Jay (Scott S.).

Então é assim:

Jay pertence a uma família rica mas decide viver à sua maneira. Contudo, a sua maneira de viver a vida não é muitas vezes aceitável aos olhos da lei. O jovem não sabe viver. Está sempre metido em confusões, deve dinheiro a toda a gente e bebe além da conta. Devido à última das suas brigas, ele é obrigado a ir fazer trabalho comunitário para um hospital psiquiátrico no qual conhece Daisy. Acredita-se que Daisy sofre de esquizofrenia e, por consequência disso, pensa-se que terá matado a mãe. Só que não é verdade. Quem sofria de esquizofrenia profunda era a sua mãe e essa é a razão do estranho comportamento de Daisy, que sempre foi privada de uma vida normal. 
Jay é quem descobre isso, pois quando decide ir ao casamento do irmão, leva Daisy consigo à socapa, dizendo à família que é a sua namorada, para convencer os pais que está muito bem de vida. Depois de todos descobrirem quem é Daisy, Jay foge com a jovem durante vários dias, parando por vários sitios e assim, conhece verdadeiramente a jovem.
Por fim, são apanhados pela polícia. Jay é preso e Daisy volta a ser internada, porém o rapaz não desiste e volta ao hospital e conta a verdade sobre Daisy. Após a confirmação do estado normal da rapariga, ela recebe alta do hospital e sai de lá junto com Jay.

 Eu adoro esse filme! 

Já o viram?

 

barfoot.jpg

Imagem do Google Imagens

 

Me before you

mau feitio, 25.08.19

Este filme passou esta tarde de Domingo na SIC, mas eu assisti-o no ano em que saíu, em 2016. Fez-me recordar dessa altura e por que não escrever sobre ele?

Quando eu o assisti, lembro-me de ler algumas criticas e notícias sobre o filme e penso ter lido algures que a ideia era fazer um filme inspirado no filme Les Intouchables protagonizado por Omar Sy e François Cluzet.

História:

Louisa Clark  (Emilia Clarke), uma jovem doce, ingénua e engraçada perde o emprego e ao fim de algumas tentativas de procura de emprego, aceita trabalhar na casa dos Traynors como acompanhante de William Traynor (Sam Claflin), um jovem de 31 anos amargurado, frio e revoltado que ficou tetraplégico por ter sido atropelado por uma mota e, por consequência desse acidente perdeu toda a sua alegria de vida, bem como os seus amigos que se afastaram dele após o trágico acidente.
Inicialmente, William é muito arrogante com Lou e não lhe deixa ajudar muito para além daquilo que é extritamente necessário, mas depois de uma chamada de atenção por parte da jovem, eles aos poucos se tornam amigos e mais do que isso. Porém, o jovem não desiste da ideia de dar fim à sua vida recorrendo à eutanásia. Lou tenta fazer com que ele mude de ideias, mas aceita por fim a decisão de William e quando esse fim acontece, Lou continua a viver alegremente de uma forma autêntica que é só dela, sempre recordando William.

 

Bom, eu adoro a maneira que Lou se veste. Pode ser motivo de risos, mas é autêntica! Acho que os papéis foram muito bem interpretados. Porém, não gostei muito do filme, esperava por algo mais espetacular. Não sei... 

Relativamente à decisão de William, eu achei compreensível. E concordo com a eutanásia. Penso que devia ser legalizada no mundo todo.

 

Já viram? O que acham?

 

como-eu-era-antes-de-voce-capa.jpg

 

steal-the-look-louisa-clark-me-before-you-como-eu-

Imagens do Google Imagens

 

Nem tudo é o que parece... e isso é válido para o bem e para o mal.

mau feitio, 12.07.19

Ok..., eu sei. Este é um filme para adolescentes. 


A Mentira ou Easy A é um filme de 2009 que eu assisti 10 anos depois, pela primeira vez. Pois bem... o filme passa-se essencialmente no liceu e conta o dia a dia de Olive, uma adolescente que é invísivel entre todos os outros que são populares. A mentira de Olive começa quando esta cria uma história para fugir ao convite para ir para a casa da sua melhor amiga Rhiannon e diz que tem um encontro com um rapaz que não existe. Na segunda-feira seguinte, pressionada pela sua amiga a revelar detalhes íntimos desse suposto encontro, Olive acaba por mentir e dizer que se envolveu sexualmente com o tal rapaz. O que acontece? Olive sente prazer em mentir sobre a sua intimidade mas, quando dá conta, a notícia sobre o seu ''encontro'' se espalha, Olive tenta dizer a verdade,  só que a sua amiga não acredita. Consequentemente, a rapariga fica mal afamada e aproveita-se disso, contribuindo ainda mais para a mentira. A pedido de Brandon, um rapaz homossexual do liceu que quer acabar com o que se diz sobre ele, finge que se envolve sexualmente com ele numa festa onde vai toda a escola e começa a fazer isso com todos aqueles que lhe pedem em troca de dinheiro e daquilo que eles lhe podem dar. Toda a gente, ou quase toda gente sabe que Olive não faz nada, que é puro fingimento, mas mesmo assim, a mentira toma grandes proporções e Olive acaba por se sentir muito incomodada, só que quando ela tenta repor a verdade, ninguém a quer ajudar. Mas, Woodchuck Tood, o seu primeiro amor sempre acreditou na boa reputação de Olive, porque quando eles ainda eram crianças (pré-adolescentes,) Woodchuck não teve coragem de dar o seu primeiro beijo e Olive mentiu por ele dizendo a toda a escola que se tinham beijado. 

Para acabar com aquela mentira, Olive convida toda a escola a assistir à transmissão em direto na Internet, na qual ela promete fazer sexo com o Woodchuck Tood para toda a gente ver. Obviamente, ela está a mentir. Nessa transmissão em direto do seu quarto, ela conta a verdade toda! 

Ah... Woodchuck Tood e Olive começam a namorar mas, como ela própria diz no fim: NÃO É DA CONTA DE NINGUÉM!

c4e34-a2bmentira-1.jpg

Fontes:

Google

White Chicks

mau feitio, 10.07.19

Este filme é de 2004 o que significa que fez parte da minha adolescência. Não digo que seja um dos meus favoritos, mas é um dos filmes que adorei ver naquela época e, depois desse tempo todo, eu fui à procura dele e consegui assisti-lo novamente há poucos dias atrás.

 

Como dá para ver pelo cartaz (digo eu), é uma comédia. Mas... qual é a história do filme?

Vamos lá:

Kevin e Marcus Copeland são dois irmãos que trabalham em dupla no FBI, mas o que destaca o trabalho dessa dupla é que eles não dão uma para a caixa. Estão sempre metidos em sarilhos e, em vez de impedir crimes, desastrosamente fazem com que eles aconteçam mais rápido ainda.
Mesmo depois de ficarem de castigo pelo seu chefe por falharem mais uma missão, recebem uma nova oportunidade (só porque ninguém mais quer essa missão) de irem buscar as duas socialites mimadas Brittany e Tiffany Wilson ao aeroporto e leva-las em segurança para um evento de moda no Hamptons que ocorrerá no fim de semana que se segue, com o objetivo de evitar que elas se tornem as próximas vítimas de uma série de raptos envolvendo pessoas da alta sociedade.
Contudo, os dois irmãos são advertidos pelo seu chefe Elliott Gordon de que se falharem novamente serão demitidos.Durante a viagem entre o aeroporto e o hotel, há um pequeno acidente no qual as duas socialites ficam com cortes superficiais no rosto, mas mesmo assim, recusam-se a aparecer em público. Com medo do aviso do chefe, se caso alguma coisa falhasse, Kevin convence Marcus a se disfarçarem de socialites, recorrendo a um especialista em maquilhagem. Assim, os dois passam o fim de semana disfarçados de Brittany e Tiffany.

E aí... é que começa a grande comédia. 

 

White_chicks.jpg

Fontes:

Google Imagens;

Wikipédia.

The Princess Switch

mau feitio, 07.07.19

Acabei de ver este filme.

Ultimamente, não tenho tido muita disposição para assistir a filmes muito carregados de história e emoção, e como já queria ver este filme há algum tempo, lembrei-me de ir pesquisa-lo e assisti. É aquele típico filme da princesa e a rapariga pobre que se cruzam e decidem trocar de lugar e cada uma acaba por se apaixonar pela vida da outra. Como acontece no filme The Parent Trap de 1998 protagonizado pela Lindsay Lohan (inclusive, é um dos meus filmes favoritos da minha infância!).

O resumo do filme:

Stacy De Novo é uma jovem que cozinha muito bem e administra uma confeitaria de sucesso em Chicago com o seu melhor amigo Kevin Richards. Para animar a sua amiga por esta ter terminado uma relação recentemente, Kevin e a sua filha Olívia de 8 anos, decidem inscrever Stacy numa prestigiosa competição de panificação no Reino de Belgravia, na qual foi aceita. Apesar de alguma retulância, Stacy resolve participar. Assim, os três amigos partem para o Reino de Belgravia onde Stacy encontra Margaret, a Duquesa de Montenaro que, pelas parecenças inquestionáveis entre ambas, Margaret tem a ideia de trocar de lugar, para que possa saborear, finalmente, de uma vida normal longe dos holofotes que a vida de uma Duquesa implica. Por consequência desse plano, ambas acabam por gostar imenso da vida oposta à sua.

 

the-princess-switch.jpg

É um bom filme para ver em família, com crianças ou quando só se pretende matar tempo, sem pensar muito. Já viram o filme?

 

Fontes:
Google Imagens;
Wikipédia

Kickboxer - o desafio do dragão

mau feitio, 18.04.19

É um filme de 1989, protagonizado por Jean-Claude Van Damme que interpreta o jovem Kurt Sloane que ajuda e assiste o seu irmão Eric Sloane, um kickboxer muito bem afamado na América. Ao vencer o título de campeão, Eric convence-se que é invencível. Nisto, os dois irmãos seguem para Tailândia onde Eric enfrentará Tong Po no ringue, só que as coisas não correm muito bem pois é uma cultura diferente e existem muitos negócios obscuros envolvidos e quem manda, é quem tem mais dinheiro ou seja mais poder. Eric fica paralítico por um golpe cruel de Tong Po. Revoltado, Kurt alimenta o desejo de aprender muay thai para vingar o irmão. De modo que se tornará aprendiz de Xian Chow, um sábio mestre na arte, que o levará à vitória e consequente derrota de Tong Po.

 

 

 
Eu assisti este filme ainda muito criança. Deveria ter 5 ou 6/7 anos, mas em nada me aterrorizou, muito pelo contrário, cativou-me de tal maneira para o resto da minha vida e tornei-me fã de filmes deste género.

imagem.png

 

O que posso dizer mais? Digo que, onde vive o Bem nasce a Justiça. 

'' - A vingança é motivo perigoso.
- Mas também é poderoso. ''

 

 

Imagem: Google